Ultrassom Transvaginal com Preparo Intestinal - Intestino Normal

Endometriose esta presente em 10% da população e alcança até 60% na população infértil, a ecografia transvaginal com preparo intestinal, ajuda fazer o mapeamento pélvico, identificando nódulos em diferentes pontos da pelve, 90% estão presentes no compartimento posterior da pelve , região retrocervical, ligamentos útero-sacros, ovários os chamados endometriomas, que quando identificados, por ser um marcador da doença  profunda, tem que ser ampliado o exame. O principal órgão extraginecológico acometido é o intestino, fazer o exame do mesmo, requer o preparo intestinal, que  elimina o conteúdo fecal, facilitando a identificação das camadas da parede do intestino, bem como a pesquisa dos focos de endometriose profunda nos principais sítios.

 

 

Ultrassom Transvaginal com Preparo Intestinal - Nódulo Intestinal Endometriose
Nódulo Intestinal Endometriose

O exame possibilita a avaliação do útero, dos ovários e dos anexos, bem como dos locais mais frequentemente acometidos pela doença, tanto no compartimento anterior - 10%, (peritônio vesicuterino, ligamentos redondos e bexiga) quanto no posterior  - 90%, região retrocervical, retossigmoide, vagina e ureteres). A investigação de aderências também pode ser feita durante a ultrassonografia por meio de manobras combinadas com a palpação abdominal, em geral bem toleradas pelas pacientes. A vantagem da USTVPI é a superioridade de resolução da imagem para a identificação de pequenos focos da doença e a possibilidade de avaliação dinâmica do retossigmoide e da região ileocecal,  Posibilitando orientar o tipo de cirurgia a ser realizada, como resecção de um segmento intestinal ou menos invasiva, a nodulectomia.