Serve para avaliar vitalidade fetal, auxiliando gestantes com alguma patologia como Doença Hipertensiva (DHEG), fetos com restrição de crescimento (pequenos), entre outras.

É um exame complementar à ecografia, quando o médico obstetra precisa avaliar melhor o feto e a mãe.

Tem como finalidade estudar a possibilidade da gestante desenvolver pré-eclâmpsia (pressão alta na gravidez) e também as condições de oxigenação do feto (bem-estar fetal). Pode ser realizado no início e no final da gravidez, depende da necessidade clínica.

 O doppler analisa o fluxo sanguíneo nas artérias uterinas da mãe e também no cordão umbilical e artérias do cérebro do feto.